Carta de crédito do consórcio – Como ela funciona na prática?

Receber a carta de crédito é o desejo de todo participante de um consórcio, mesmo sabendo que isso pode demorar um longo período para acontecer.

Embora o pagamento das parcelas pelo grupo possibilite a formação de um caixa, não é possível contemplar todos de uma só vez, sendo necessário a realização de sorteios.

Ainda assim, quem tem urgência em adquirir o bem ou serviço, pode ter a carta após ofertar lances e antecipar as parcelas faltantes.

Agora, se você deseja saber como a carta de crédito pode ser usada, continue lendo esse artigo que o Grupo Capital preparou para você.

O que é uma carta de crédito?

A carta de crédito é um documento financeiro que corresponde ao valor do plano escolhido durante a contratação de um consórcio, que também pode funcionar como uma espécie de vale-compras. 

Dessa forma, o consorciado adquire o bem que desejar com esse vale, desde que ele esteja dentro da categoria contratada.

Após os trâmites da liberação do crédito e da compra, quem faz o pagamento do bem ou serviço é a administradora.

A carta garante a segurança da operação, uma vez que o documento é nominal e apenas o cotista pode usá-la. 

Além disso, evita a cobrança de taxas ou impostos, por não ser dinheiro vivo.

Por outro lado, seu valor é atualizado de acordo com alguns índices, o que assegura o poder de compra ao contemplado.

Ademais, ela ainda permite a negociação da compra do bem, que será pago à vista.

Desta forma, o participante pode conseguir alguns benefícios, como desconto ou acessório extra no veículo.

O que é a contemplação do crédito do consórcio?

É a concessão da carta de crédito ao consorciado para que ele compre o bem ou contrate o serviço definido em contrato. 

Isso só é possível pois todos os participantes do grupo pagam parcelas formando um caixa do consórcio. 

Inclusive, esse fundo então possibilita contemplar um participante através de um sorteio mensal.

Quando é possível receber a carta de crédito?

O cotista só recebe o documento financeiro após ser contemplado por sorteio. No entanto, ele pode ofertar lances para antecipar esse momento. 

Em ambos os casos, o consorciado precisa estar em dia com os pagamentos das parcelas.

1. Sorteio

Essa modalidade faz parte da essência do consórcio, uma vez que todos os participantes em dia com suas obrigações concorrem de maneira igual à carta de crédito, no valor do plano aderido.

Todos os meses a administradora da modalidade realiza assembleias, onde passa informações necessárias e realiza o sorteio. 

Através do sorteio, os cotistas podem acompanhar o momento em questão de maneira presencial ou, em alguns casos, pela internet.

A quantidade de pessoas contempladas na Assembleia depende das características de cada grupo desta modalidade de crédito e do valor em caixa.

Portanto, essa forma funciona como um investimento planejado e é uma boa alternativa para quem não tem pressa em adquirir o bem ou serviço desejado.

2. Lance

Agora aquele participante do consórcio que tem urgência em adquirir o seu bem ou serviço, e tem recurso financeiro para isso, pode antecipar a sua contemplação através de lances em dinheiro. 

Essa forma de adquirir a carta de crédito é semelhante a um leilão, ou seja, aqueles que oferecem os maiores lances a recebem. Cada instituição tem seus critérios para oferta e desempate específicos.

Dessa maneira, o valor é usado para quitar o saldo devedor, e o participante escolhe se prefere reduzir o valor ou a quantidade de cada parcela.

Existem dois tipos de lance, em espécie e o embutido. 

O primeiro pode ser ofertado em todas as modalidades de consórcios, e o consorciado recebe o crédito total correspondente ao valor do bem ou serviço contratado.

Já o segundo tipo só é válido para o imobiliário. Nele, o participante pode usar recursos do saldo de sua conta FGTS, além de recursos próprios.

O consórcio só serve para quem quer adquirir um bem?

Não, essa modalidade ainda serve para quem quer adquirir um serviço.

Entre eles, podemos listar alguns, como:

  • Cirurgias plásticas;
  • Viagens;
  • Cursos profissionalizantes;
  • Graduação;
  • Para realização de festas, como casamentos;
  • Tratamento odontológico;
  • Instalação de serviços de segurança;
  • Entre outros.

Quais são as alternativas de uso da carta de crédito?

Embora o consórcio seja realizado para que uma pessoa adquira um bem ou serviço, a carta de crédito ainda pode ser usada de outras formas.

No caso da modalidade para compra de veículos, o participante pode escolher um veículo com um valor menor que o contratado e usar o restante para quitar o IPVA, seguro ou emplacamento.

O consorciado ainda pode usar o documento para quitar um financiamento bancário ou pagar dívidas que estejam interferindo no seu planejamento financeiro.

Além disso, o cotista também pode resgatar o valor em dinheiro da carta. Entretanto, é necessário aguardar 180 dias após a contemplação e pagar as parcelas em aberto. 

Contudo, a pessoa só precisa esperar 60 dias caso o resgate seja feito ao final do consórcio.

Por fim, o cotista também pode vender sua carta de crédito para terceiros, desde que isso esteja autorizado no contrato emitido pela administradora.

Quando vale a pena dar um lance para ter acesso ao dinheiro?

Vale a pena antecipar as parcelas de um consórcio quando você tem pressa em adquirir o imóvel ou o carro, ou metas e objetivos urgentes.

É o caso de uma pessoa que muda de trabalho ou de casa e passa a precisar de um veículo para facilitar a sua locomoção, por exemplo. 

O lance ainda é uma boa alternativa para quem quer adquirir um bem ou serviço, tem parte do valor da entrada mas não quer pagar juros do financiamento.

Uma pessoa que mora de aluguel e tem um valor para dar de entrada em uma casa própria, pode adquirir um consórcio e usar o montante para antecipar as parcelas e ser contemplado, por exemplo.

Antecipar a carta de crédito do consórcio vale a pena? 

Sim, vale muito a pena antecipar a carta de crédito, seja para comprar uma casa, um veículo ou ainda para quitar uma dívida.

O valor apresentado no lance serve para antecipar o pagamento das parcelas, permitindo que mais de uma pessoa seja contemplada em um mesmo mês.

Assim, se o seu lance for o vencedor, você poderá ter o bem ou serviço imediatamente, mesmo sem ter o valor total dele, e livre do pagamento de juros.

Agora, se você deseja adquirir um consórcio ou esclarecer outras dúvidas, não deixe de falar com a central de atendimento do Grupo Capital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *