Primeiro milhão antes dos 30 – Confira como chegar nele com 05 dicas práticas

Conquistar o primeiro milhão antes dos 30 faz parte do sonho de muitos jovens que desejam ter estabilidade financeira.

Apesar disso, muitas pessoas desistem desse objetivo antes mesmo de começar a trabalhar nele, principalmente por desacreditarem no processo.

O grande desafio de quem deseja conquistar essa quantia antes dos 30 é ter disciplina e entender bem sobre finanças, ainda mais no Brasil.

Agora, se você deseja enfrentar esses desafios e conquistar seu primeiro milhão antes dos 30 , continue lendo esse artigo que o Grupo Capital DF preparou para você.

Por que buscar chegar ao primeiro milhão antes dos 30 é tão importante?

Ter dinheiro ajuda a realizar diversos sonhos, como fazer uma viagem de volta ao mundo, comprar um carro melhor, adquirir a casa própria ou atingir a liberdade financeira. 

Além disso, é possível pensar em ter uma vida mais tranquila, focando na qualidade e não na quantidade de tempo trabalhado. 

Por isso, muitas pessoas buscam chegar ao primeiro milhão antes dos 30, já que essa quantia ajuda nas conquistas materiais e possibilita uma aposentadoria antecipada.

Como é possível chegar ao primeiro milhão antes dos 30?

Não existem fórmulas prontas ou investimentos que o tornarão milionário do dia para noite.

No entanto, com disciplina e com as atitudes corretas você tem a chance de realizar esse objetivo, veja:

1. Faça um planejamento financeiro

O primeiro passo para conquistar o primeiro milhão antes dos 30 é ter um planejamento financeiro, ou seja, adotar estratégias e ações para controlar melhor o seu dinheiro.

Um dos grandes desafios enfrentados pelas pessoas que querem poupar é não conseguir identificar o destino de sua renda. 

Desse modo, ao planejar suas finanças, você consegue não só saber quais são os seus principais gastos, mas também estabelecer metas e prioridades.

Hoje em dia há diversas ferramentas onlines e aplicativos que ajudam a organizar as finanças e a se livrar de dívidas, como o Mobills e o Organizze.

2. Aumente suas fontes de renda

Ainda que controlar as finanças seja importante, na busca pelo primeiro milhão antes dos 30 é importante também ter várias rendas, uma vez que isso significa mais dinheiro para poupar.

Por isso, invista em atividades que proporcionem uma renda, como oferecer consultorias de um assunto que você tenha conhecimento. 

Como alternativa, você pode

  • vender produtos artesanais;
  • dar aulas;
  • trabalhar como freelancer;
  • entre outros.

3. Destine um dinheiro específico para os investimentos

Um erro muito comum de quem deseja começar a investir é usar todo o salário e só destinar o montante que sobra. Afinal, muitas vezes pode não sobrar nada. 

Com o dinheiro na mão fica mais fácil pedir uma comida naquele restaurante preferido, comprar um produto navegando na internet, gastar o dinheiro em uma festa, entre outros.

Dessa forma, é importante estabelecer um valor para investir mensalmente e não usar apenas o que sobra. 

Para se ter uma ideia do quanto você pode destinar de sua renda, calcule primeiro as suas despesas mensais (alimentação, aluguel, água).

Assim, se você ganha R$2000 e as despesas fixas somam R$1000, você pode investir R$800 todos os meses e usar os R$200 para imprevistos ou lazer, por exemplo.

4. Estude sobre o mercado financeiro

Ainda que você planeje investir parte de sua renda, entender todas as particularidades do mercado financeiro pode fazer com que você avance na corrida pelo primeiro milhão antes dos 30.

Esse mercado é um ambiente que envolve a comercialização de ativos financeiros por pessoas físicas ou instituições públicas e privadas, e está em constante mudanças.

Por isso, a pessoa que deseja começar a investir precisa conhecer os principais investimentos para poder escolher aquele que se enquadra em seu perfil.

Portanto, estude sobre as aplicações financeiras de baixo risco, tesouro direto, CDB, LCI, LCA, entre outros.

5. Diversifique seus investimentos

O grande segredo dos investidores é diversificar as aplicações financeiras, afinal, o risco de perder dinheiro é muito maior quando ele está empregado em um só lugar.

A diversificação evita que sua renda seja exposta ao mesmo tipo de risco, e garante uma boa rentabilidade a médio e longo prazo. 

Assim, caso ocorra algum prejuízo, ele não será tão significativo, pois parte do seu dinheiro está aplicado em outros investimentos. 

Portanto, a diversificação dilui os riscos e maximiza os ganhos.

Onde investir para chegar no primeiro milhão antes dos 30?

1. CDB

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um título privado de renda fixa emitido pelos bancos, que funciona como um empréstimo para que eles financiem seus projetos ou paguem dívidas.

Dessa forma, ao aplicar seu dinheiro no CDB, você concede um empréstimo ao banco e recebe o valor com juros ao final do período determinado. 

Esse é um dos investimentos mais seguros do mercado, pois ele é garantido pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Dessa maneira, se o banco quebrar, seu dinheiro estará seguro.

O valor mínimo de investimento no CDB varia de banco para banco. Quanto ao tipo do título, eles podem ser: 

  • Prefixado: os juros do rendimento são definidos no momento da compra;
  • Pós-fixado: o rendimento é atrelado à taxa CDI (Certificado de Depósito Interbancário);
  • Híbrido: o rendimento é calculado em cima de um juro fixo anual mais a variação da inflação.

2. LCI’s e LCA’s

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e as Letras de Crédito do Agronegócio são empréstimos concedidos ao setor imobiliário e ao agronegócio, respectivamente.

Dessa forma, ao fazer esse tipo de investimento, você empresta dinheiro para o banco, para que ele possa emprestar para as empresas destes setores. 

Em troca, você recebe o valor aplicado, mais o rendimento de acordo com o seu tipo, que pode ser:

  • pré-fixada: o investidor já sabe quanto irá receber ao fim do prazo da letra;
  • pós-fixada: é indexada ao CDI e o investimento mais comum; 
  • híbrida:composta por juros prefixados e um indicador (que pode ser o IPCA).

A aplicação mínima no LCI e no LCA depende do banco ou corretora, mas geralmente variam de  R$ 5 mil e R$ 30 mil. Ambas as letras são garantidas pelo FGC. 

3. Renda variável

Embora as aplicações de renda fixa tragam mais segurança, investir em renda variável pode te ajudar a conquistar o primeiro milhão antes dos 30.

O retorno nesse tipo de investimento é imprevisível. Portanto, você não tem certeza do valor que seu dinheiro irá render ao longo do tempo. 

Eles possuem volatilidade, ou seja, oscilações que variam de acordo com alguns fatores, como:

  • Empresa ou ativo principal (imóvel ou moeda);
  • Cenário político e econômico;
  • Setor de atuação.

Portanto, algo que hoje é lucrativo, pode não ser daqui um mês. Ao contrário, um investimento que não teve boa rentabilidade no mês passado, pode ter neste mês.

Além disso, a renda variável pode ser operada em qualquer prazo e online, ou seja, você pode investir de qualquer lugar, desde que possua internet.

Vale a pena investir para chegar no primeiro milhão antes dos 30? 

Apesar de parecer difícil, é possível sim conquistar essa grande quantia antes dos 30.

Contudo, será preciso ter uma boa quantia investida em títulos rentáveis e começar o quanto antes.

Assim, se você deseja ganhar o primeiro milhão antes dos 30, precisa começar agora mesmo a controlar suas finanças, estudar sobre o mercado financeiro e investir parte de sua renda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *